Dolár Comercial : --
Soja (CBOT) : --
Milho (B3) : --
Algodão (NY) : --
Prêmio Soja Paranaguá : --
Prêmio Milho Santos : --
Petróleo : --
Milho ESALQ : --
Soja Paranaguá : --
Milho Santos : --

🚨 ALERTA 1: Abertura: Clima segue mantendo a volatilidade

Publicado dia: 02/05/2021 20:58

Icone Icone Icone Icone

Mesmo com margens negativas para a margem de esmagamento na China, os futuros da soja na CBOT continuam trajetória de alta, de olho no clima e acompanhando a forte alta do milho.


SOJA (julho/21):+16,75 @ 1551,00 ¢/bu

MILHO (julho/21): +18,00 @ 691,25 ¢/bu


SOJA

A combinação da alta da soja na CBOT e baixa demanda interna por farelo de soja prejudica muito as margens de processamento locais, limitando a demanda por novas compras para embarques mais curtos no Brasil e mais longos nos EUA.

Mesmo com a demanda mais fraca, a área divulgada pelo USDA em seu relatório de intenções de plantio (março) veio abaixo das expectativas do mercado, e deixam o balanço de oferta e demanda americano sem margem para quebra de safra. O preço está fazendo seu papel, reduzindo demanda e incentivando maior área de plantio por parte do produtor americano. Os números de plantio são revisados por parte do USDA entre os meses de junho e julho.


MILHO

Para o cereal, seus preços altos no mercado internacional já trazem substituição por outros cereais a exemplo do trigo e do arroz. Entretanto, o mercado monitora atentamente a situação climática no Brasil, os preços elevados por aqui e a iminência de uma quebra de safra tiram o milho brasileiro do mercado internacional, e deixando um vazio de oferta que deverá ser suprido por milho americano no segundo semestre.

Esse foi mais um final de semana de precipitações insuficientes nos estados do PR e MS que deixam muito críticas as condições das lavouras nessas localidades. Em algumas praças destes dois estados, algumas áreas já apresentam mais de 40 dias de estiagem.  


Não há comentários para exibir